Resenha: After

Comentarios

Título: After
Autora: Anna Todd
Editora: Paralela
Páginas: 524

Sinopse: Depois de bater a marca de um bilhão de acessos na plataforma de leitura Wattpad ao transformar os integrantes da banda One Direction em personagens de uma história de amor sexy, a série After vira livro e promete ser o novo fenômeno editorial. No primeiro livro, Tessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança. No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir um quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar. Hardin é inspirado em Harry Styles, um dos membros do One Direction. Os outros quatro músicos da banda Zayn, Niall, Louis e Liam também viraram personagens na trama. Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma. Os livros nasceram como uma fanfic do One Direction, a banda estrangeira mais popular na atualidade.

Oi, pessoal! Como vocês estão? Antes de tudo, desculpem pelo sumiço. Faculdade + provas + monografia = pessoa louca nas trevas. Quem já passou por isso sabe bem do que estou falando. E quem não passou... bom, garanto que seu dia chegará! Brincadeiras à parte, no meio disso tudo ainda arranjei tempo para encaixar um livro do qual muita gente fala, mas que eu demorei a me render. After, da autora sensação do Wattpad, Anna Todd. Alguém já leu? Vamos lá conferir o que achei?

O livro se inicia com a chegada da protagonista e narradora à faculdade, Theresa. Ou Tessa. Ou ainda Tess, para o nosso protagonista. Mas vamos por partes. Criada por uma mãe com pulso de aço, ela é a típica garota perfeita: notas excelentes, boas recomendações, gosta de ler e ficar em casa. Até o namorado dela, Noah, é perfeito. Resumindo, os dois são o casal dos contos de fadas, mas como ela é um ano mais velha, está indo para a faculdade primeiro, então significa que agora os dois vão passar mais tempo separados. Tessa planejou toda a sua vida universitária, mas cada um dos seus planos começa a ir por água a baixo no instante em que ela conhece a sua colega de quarto, que é o seu exato oposto. Tatuagens, cabelos pintados, roupas curtas... Já deu para perceber a diferença tanto de personalidade quanto de comportamento, não é mesmo?

Mas esse não é o problema. A questão é que essa colega de quarto, que é simpática e animada, traz no pacote amigos que são pessoas completamente diferentes das quais Tessa está acostumada a conviver e também traz Hardin, o nosso protagonista que mais parece um anti-herói. Tatuado, cheio de piercings, com boca suja e mal humorado, não tem como simpatizar com ele logo de cara. E nem na segunda tentativa, devo avisar. Não me deixei levar pelos encantos dele assim que o “vi” pela primeira vez e o mesmo aconteceu com Tessa, só que da mesma forma que ela ficou curiosa para saber mais sobre esse cara, confesso que também fiquei. Ele é o típico personagem que nos faz acreditar que está mantendo uma pose de durão apenas para esconder a real verdade porque assim é mais prático. E é aí que a coisa toda desenrola. Ou se enrola.

O meu receio em ler esse livro não se deve ao fato dele ter sido inspirado numa fanfic ou por ter sido publicado primeiro na internet, mas sim porque percebi que as pessoas geralmente ou amam ou detestam com todas as forças. Antes de me jogar de cara nele procurei ler o maior número de resenhas possíveis, sempre tomando cuidado com os spoilers, embora tenha chegado a descobrir que o Hardin supostamente fez algo abominável com a Tessa. After estava na minha prateleira há muito tempo enquanto eu esperava essa poeira baixar, mas bastou ficar sabendo que a Anna Todd viria para cá que eu corri para ler. E o resultado? Gostei. Gostei pra caramba.

A Anna tem uma escrita muito envolvente que não me fez querer largar o livro nem mesmo quando desejei dar uns safanões nos personagens. E eles são tão cheios de nuances, complexidades e defeitos que em algum momento chega a ser cansativo tentar entendê-los. Mas a leitura, por outro lado, não cansa em nada. Eu terminava um capítulo e pensava “tá, só mais outro e aí vou dormir”, mas não conseguia parar. Essa mulher sabe mesmo como prender o leitor, então agora entendo ter conseguido todo esse número de fãs. Aliás, devo dizer que ela é um amor de pessoa. Super atenciosa, simpática e divertida. Para mim não teve Bienal do Rio, mas teve Anna Todd! 

Quanto ao tal spoiler que evitei pegar, juro que imaginei umas coisas bem tensas para o que o Hardin tinha feito, mas a verdade é que não consegui adivinhar o que tinha sido até o momento em que a ficha caiu. Posso dizer que não é nada muito inovador, já que me deparei com a mesma situação em outro livro que li, mas como não adivinhei, me surpreendeu de certa forma. E realmente fiquei chocada, por não acreditar que o Hardin tivesse mesmo feito isso com a Tessa. Mas levando em conta a sua personalidade e o que ele aparentava ser... Bom, tava meio que “óbvio”. E nesse momento eu o detestei, porque, junto com ela, estava mesmo começando a me render a esse personagem cheio de contradição e confusões.

A questão, pessoal, é que por mais que Tessa e Hardin sejam completamente insanos e infantis de vez em quando, não dá para largar esse livro. Eu queria esganar os dois, mas mesmo assim não conseguia não torcer por eles. Mesmo que esse casal me leve às loucuras e faça com que eu me sinta furiosa com as atitudes que os dois tomam, eu adorei. Sem contar com as referências que a Anna faz ao Darcy e o Heathcliff, dois personagens que amo. O final vem em um ápice da narrativa, que me deixou boquiaberta e querendo me jogar no próximo livro (coisa que já fiz, então a resenha vai vir rapidinho!).

A diagramação da editora está muito boa, letras grandes, páginas amareladas e acho que só encontrei um erro de edição, mas não é nada que comprometa a leitura. Recomendo After para quem gosta de se sentir numa verdadeira montanha russa, cheia de altos e baixos quando menos se espera. Pode até não ser o melhor livro do gênero e o mais inovador, mas com certeza vale a pena o tempo. E vale muito!


Beijos, pessoal. Até a próxima!




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Atributos de Verão. Tecnologia do Blogger.

Featured Post Via Labels

Instagram Photo Gallery